Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

07
Jan14

A investigação do Parlamento Europeu à actuação da troika e as declarações do eurodeputado José Manuel Fernandes

José Aníbal Marinho Gomes

Está em Portugal uma delegação mandatada pelo Parlamento Europeu para efectuar uma investigação à actuação da troika no nosso país.

Esta investigação, embora tardia, insere-se numa averiguação global que o Parlamento Europeu pretende realizar à actuação da 'troika' (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional) nos países sob assistência financeira.

A delegação é constituída por nove eurodeputados da Comissão dos Assuntos Económicos e Monetários do Parlamento Europeu, e integra os portugueses Diogo Feio (CDS-PP), José Manuel Fernandes (PSD), Elisa Ferreira (PS), Ana Gomes (PS) e Marisa Matias (Bloco de Esquerda).

Fiquei surpreso com duas situações.

A primeira foi a ausência do Prof. Teixeira dos Santos nas reuniões, personalidade cuja presença era obrigatória.

A segunda, e que me causou alguma perplexidade, relaciona-se com as declarações públicas do eurodeputado do PSD, José Manuel Fernandes.

Este eurodeputado para além de não conseguir libertar-se da partidarite, mal que aflige a quase totalidade dos deputados e eurodeputados portugueses, em declarações prestadas aos órgãos de comunicação social, voltou o seu discurso para o ex-ministro José Sócrates, lamentando, entre outas coisas, que o mesmo continue sem assumir erros pela sua governação, como se fosse este o motivo da investigação em curso…

Não foram poucas as vezes que critiquei na imprensa regional o governo de José Sócrates e ele próprio em particular, sempre que considerei oportuno, pelo que estou à vontade para escrever aquilo que penso.

Como o Sr. Eurodeputado José Manuel Fernandes sabe ou pelo menos devia saber, o que se pretende com esta avaliação, é conhecer o impacto das políticas de ajustamento, impostas aos países da união europeia sob resgate, designadamente se era necessário aplicar estas políticas de austeridade, que violaram e continuam a violar os direitos mais fundamentais de qualquer cidadão.

Nesta investigação, não está em causa o ex-primeiro ministro José Sócrates, que já foi julgado pelos portugueses no último acto leitoral, apesar de eu ser apologista, contrariamente ao que advoga designadamente o PSD, que quem governou contra o povo e o país deve ser julgado pelos tribunais, mas infelizmente a Lei Fundamental não o permite.

Assim não compreendo que o Sr. eurodeputado José Manuel Fernandes, em vez de estar atento como lhe compete, à actuação da Troika, defendendo o povo português e questionar esta entidade pela imposição de políticas para mercados verem, perca tempo com este tipo de questões.

Basta! Estou cheio de ouvir dizer que a culpa foi do governo anterior.

Não foi o presidente do PSD que antes de ser Primeiro-Ministro afirmou que sabia muito bem a situação em que Portugal se encontrava e que estava preparado para governar?

Sr. eurodeputado José Manuel Fernandes, deixe-se de crítica fácil e defenda os interesses dos cidadãos do seu país, estando ao lado de Portugal e dos portuguese nesta investigação do Parlamento Europeu.

Já postura diferente teve Diogo Feio, que apesar de também ter tecido algumas criticas, admite erros da troika relativamente ao cálculo do impacto social das medidas aplicadas e em concreto ao desemprego.

Pelo andar da carruagem, o Sr. eurodeputado José Manuel Fernandes ainda vai branquear a actuação da troika, e aplaudir as medidas implementadas que vão “salvar” Portugal (diga-se salvar a banca e os grandes grupos económicos e afundar os portugueses, que ficam cada vez mais pobres).

13
Set09

PAPINHO CHEIO

Pedro Quartin Graça

O dirigente socialista José Lello afirmou, sábado à noite, no Marco de Canaveses, que o debate entre José Sócrates e Manuela Ferreira Leite deixou-o de "papinho cheio".

"O mínimo que vos posso dizer é que venho de papinho cheio", disse José Lello ao discursar na apresentação dos candidatos do PS às eleições autárquicas de 11 de Outubro, partido que candidata Artur Melo à presidência da câmara municipal.

"O engenheiro Sócrates esteve à sua altura e demonstrou a coerência das nossas propostas e também demonstrou quanto o programa que a oposição apresenta é vazio", sublinhou. José Lello considerou ainda que o programa da oposição "é perigoso", na medida em que "não apenas quer rasgar com tudo o que de bem foi feito, mas quer congelar as expectativas que temos de continuação das políticas sociais de apoio aos jovens, às famílias e às pequenas e médias empresas". "Ali [no debate entre os líderes do PS e do PSD] foi demonstrada a incoerência desse programa.

Estou de papinho cheio, podem estar certos", acrescentou.

O dirigente socialista teceu ainda elogios ao candidato socialista numa demonstração de que a direcção nacional apoia Artur Melo, ao contrário da liderança distrital que tudo fez para evitar a sua ida às urnas e tem estado ausente da campanha do candidato do PS/Marco. O candidato socialista prometeu negociar uma alteração do contrato de concessão da água e saneamento de modo a elevar os níveis de cobertura do concelho e prometeu criar um fundo de coesão municipal, ao lembrar as pessoas de Penha Longa que perderem todos os seus haveres num incêndio ocorrido sexta-feira. Artur Melo teceu ainda duras críticas ao PSD, que governou a câmara nos últimos quatro anos "e só agravou os problemas" deixados por 23 anos de gestão do CDS-PP e de Avelino Ferreira Torres. O candidato socialista – que apresentou no tribunal do Marco de Canaveses a reclamação que conduziu à decisão judicial de inelegibilidade do candidato independente Avelino Ferreira Torres, embora ainda pendente do recurso apresentado junto do Tribunal Constitucional – acusou o PSD local "de saber de tudo e nada ter feito".

13
Set09

Sondagem Aximage/CM - Sócrates vence debate

Pedro Quartin Graça

Sócrates venceu o debate com Ferreira Leite, de acordo com uma sondagem realizada pela Aximage para o CM junto dos eleitores logo após o frente-a-frente entre o primeiro-ministro e a líder da Oposição. A sondagem foi realizada através de entrevistas telefónicas. À questão ‘quem ganhou o debate’, 45,6 por cento afirmou que foi Sócrates. Ferreira Leite colheu a opinião favorável de 30,2 por cento dos eleitores. Para 24,2 por cento dos inquiridos registou-se um empate. Um outro elemento parece seguro: este debate foi, ao que tudo indica, o mais visto da série de dez confrontos televisivos que colocaram frente a frente os líderes dos partidos com assento parlamentar, superando até as expectativas. Hoje são conhecidos os valores. Um elemento tanto mais relevante quanto é certo que os debates tiveram sempre audiências consideráveis, mais de um milhão de telespectadores.

12
Set09

Sondagens: PSD a 2 pontos do PS

Pedro Quartin Graça

O nervosismo e a expectativa aumentam. As vozes críticas também. São os momentos anteriores às eleições de dia 27 em que PSD e PS surgem quase empatados na última sondagem feita pela Universidade Católica. No PSD há quem se lastime por Ferreira Leite não ter alargado a base social de apoio do partido ao não ter procurado tentar renovar um acordo pré-eleitoral com os ecologistas do MPT, hoje reunidos à volta da coligação eleitoral da FEH, capazes que eram estes de assegurar a maioria de que Leite necessitaria. No PS, António José Seguro prepara o pós-27 de Setembro certo de que se Sócrates não vencer, é hora de se chegar à frente, fundamentalmente se Costa perder para Santana Lopes a presidência da CML. Dia 28 um dos dois sorrirá. Para o outro começará a habitual "travessia do deserto"... que pode mesmo ser um deserto sem fim.

12
Set09

Carolina Patrocínio confessa-se

Pedro Quartin Graça

Desde que idade vota PS? Foi esta a pergunta feita pelo Jornal i à mandatária para a Juventude do PS. A resposta veio pronta: Desde os dezoito anos, ou seja, desde 2005. Para as legislativas votei sempre PS. Em outras eleições não necessariamente, depende dos candidatos...

Ora para não saiba aqui vai um dado interessante. Patrocínio nasceu em 27/05/87 e as últimas Legislativas foram em 20/02/05, quando a mesma tinha 17 anos e ainda não podia votar...

 

Ui...ui...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Publicidade

RSS Feedburner

Subscribe in a reader

Publicidade

Links

_EM DESTAQUE

_RISCOS ASSUMIDOS

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D