Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

18
Fev09

Segundo a sacrossanta wikipedia, define-se  Anormalidade como algo que foge do padrão, que se diferencia, desvia-se ou é oposto da normalidade. É um estado ou algo bizarro, estranho, fora do comum ou do que se está habituado. Por isso não faz sentido o escarcéu que por aí vai por causa de um bispo católico ter afirmado que a homossexualidade não é normal. O que é verdadeiramente preocupante nesta ditadura do politicamente correcto, é a instrumentalização da semântica, com obscuras intenções persecutórias.

Finalmente parece-me que o respeito e o amor entre os Homens infelizmente não é legislável. É uma aprendizagem que se faz nos antípodas do folklore e da propaganda politica. É uma lenta aprendizagem que começa em casa e que tem que ser vivida e aprofundada. O respeito e o amor entre as pessoas só se consubstancia na relação - e esse é o verdadeiro e consequente desafio, postulado da igreja de que faço parte.
18
Fev09

"A homossexualidade não é normal, temos que dizê-lo (...) Não é normal no sentido de que a Bíblia diz que quando Deus criou o ser humano, criou o homem e a mulher. É o texto literal da Bíblia, portanto esse é o princípio sempre professado pela igreja"

Cardeal D. José Saraiva Martins, in Público.

 

Por princípio acho que o estado não deve intervir, de forma alguma, na vida sexual dos seus habitantes, por isso sou completamente favorável ao casamento civíl entre pessoas do mesmo sexo. Antes de mais, por saber distinguir um contrato civíl, de um contrato religioso - a Deus o que é de Deus, a César o que é de César.

 

Quanto às declarações do Sr. D. José Saraiva Martins, querem-me parecer um tanto ou quanto infelizes. Aceito, como comecei por dizer no início deste texto, que alguém seja contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, por compreender que o estado deve intervir até esse ponto na vida pessoal de cada um - eu discordo, mas aceito.

 

O que não se consegue aceitar passivamente é que um alto responsável de uma instituição tão respeitável como a Igreja Católica, venha afirmar publicamente que a "homessexualidade não é normal" - se não é normal, presumo que Sr. Cardeal considere que seja anormal e que portanto os homessexuais sejam pessoas anormais. Mas desde quando é que se consegue compreender que um irmão venha atacar outro semelhante em virtude da orientação sexual do mesmo? Deus criou-nos iguais e pediu-nos solidariedade entre nós, não este tipo de ataques.

 

Quanto às declarações respeitantes aos muçulmanos não vou comentar. Penso que a Srª. Obama não pensou duas vezes antes de casar com um Barack Hussein.

 

Adenda: A Juventude Socialista fez o que seria esperado, mas bem feito. Parabéns ao Duarte Cordeiro e ao Pedro Vaz.

 

Adenda 2: A JS hoje leva à Assembleia da República, uma velha reivindicação estudantil - a Educação Sexual.

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Publicidade

Comentários recentes

Links

_EM DESTAQUE

_RISCOS ASSUMIDOS

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D