Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

08
Jul09

Ontem o dia foi de emoções fortes lá em casa pois saíram as notas dos exames da Margarida e do Francisco, respectivamente do 12ª e 11º ano: perante os desfechos verificados admito que somos uma família privilegiada, na qual, com mais ou menos atritos e resistências, sempre se vai incutindo a importância do esforço e da vontade como única garantia de sucesso... para as disciplinas exactas

Uma coisa é certa: durante os últimos anos em que eles frequentaram o Ciclo e o Secundário do Estado, foi quase em desespero, contra tudo e contra todos, que nós clamámos esses valores. Inesperadamente contra a própria Escola, que a certo ponto mais nos parecia um asilo de marginais, um foco de vícios e de tantas outras impertinências.

Entretanto, a nossa pequena Carolina ainda no 1º ciclo (e que espero manter tantos anos quanto possíveis no ensino privado), que tinha como uma das brincadeiras predilectas passar horas de caneta e caderno em punho a “escrever histórias” e ilustra-las com desenhos e recortes, deixou-se disso para render-se ao Magalhães impingido pelo Ministério da Educação. Agora passa horas esgazeada a teclar jogos electrónicos. Salva-a “cruel marcação” de que é vítima dos pais. 

21
Mai09

Enquanto o país, cada vez mais endividado e sufocado pela despesa pública, submerge nos efeitos da crise económica, o partido socialista exibe com a habitual sobranceria as suas prioridades políticas: a doutrinação sexual e a distribuição de preservativos aos adolescentes nas escolas. Com estes indicadores e as conhecidas promessas de mais folclore fracturante na próxima legislatura, ou muito me engano ou a proverbial "sabedoria popular" resultará numa decisiva viragem no sentido do seu voto. Ou então na mais retumbante manifestação de absentismo eleitoral de sempre. Quem sabe até resultará nas duas coisas.

19
Mai09

Ontem houve teste de aferição de Português para os alunos do 4º e 6º ano. O teste, de cruzinhas, não serve para «avaliar». Serve apenas para «aferir». Estamos, como é costume na chamada Educação, no domínio do newspeak, e, por isso, eu explico. «Avaliar» é mau: «avaliar» significa realmente escrutinar graus de conhecimentos, reconhecer e premiar o mérito, punir a preguiça e o descaso. «Aferir» é duplamente bom: «aferir» é bom, primeiro, porque tem contornos benfazejos e voluntariamente inconsequentes para não desmotivar ou deprimir os eventuais ignorantes, nem as políticas educativas. «Aferir» é bom, em segundo lugar, porque a onda de aferições positivas que necessariamente resulta de testes tão fáceis que surpreendem até os alunos moraliza os educandos e incensa o governo (que aliás se incensará a si próprio - se bem os conhecemos, já não tarda nada).

Amanhã, a brincadeira continua com aferições a Matemática.

O futuro, na ficção, é o geral sucesso educativo. O futuro, na realidade, é uma horda iliterata e desqualificada, e um país sem as armas da competência e da competitividade. E o cavar - ainda mais, mais ainda - das desigualdades, porque quem tem dinheiro não precisa de sujeitar os seus filhos a esta trapalhada irresponsável.

18
Mai09

Com a cumplicidade entre sindicatos dos professores e os sucessivos governos da III república, o ensino público degradou-se a tal ponto que hoje pouco mais é do que um mito. A sua rede de escolas tornou-se num gigantesco depósito de jovens ociosos e um asilo de marginais, em que o saber e a formação do carácter são disciplinas acessórias. Neste contexto, entende-se perfeitamente o esmero de alguns, que em tempos foi de retirar das escolas os símbolos cristãos e que, actualmente, é o de aí se proceder à distribuição de preservativos. Suspeito que os próximos passos passarão pela substituição dos professores por psicólogos e dos contínuos por enfermeiros - todos eles sob a orientação dum zeloso psiquiatra. 
Enquanto isso, é hoje uma desgraça para qualquer pai responsável não possuir recursos para pagar um colégio privado e livrar os seus filhos dum medíocre, se não desgraçado, destino.

13
Mai09

Para lá da alucinada discussão no parlamento (45 minutos!) sobre a denominação "sexo" ou "género", espero que tenha sido aprovada a proposta de alteração apresentada pelo PSD sobre a não da obrigatoriedade de frequência das aulas educação sexual mediante requerimento  do encarregado de educação. No Público.

14
Mar09

Todos conhecemos as infra-estruturas de ensino construídas nas grandes cidades ao tempo da monarquia liberal. Todos reconhecemos pela sua traça característica o múltiplo equipamento construído pelo Estado Novo, ainda hoje parcela decisiva na oferta nacional. O abarracamento pré-construído é o estilo que marca o pós 25 de Abril em matéria de construção escolar onde impera o pladur e a cobertura lusalite ou argibetão.  De facto no período democrático da república as prioridades foram as auto-estradas, centros comerciais e estádios de futebol. Passados mais de trinta anos, com um parque escolar muito degradado, começa-se finalmente a notar sinais de mudança com o anúncio de muitos milhões para a sua recuperação. E haverá com certeza mais boas notícias: por exemplo aqui no Estoril foi recentemente inaugurada a escola básica nº 1 de Alapraia, unidade modelar até do ponto de vista arquitectónico.
Em matéria de ensino, onde se joga o futuro e a proficiência e da nação, fica ainda a faltar a aposta mais difícil, porém decisiva: a reconstrução das escolas por dentro, na sua vocação e substancia. Desafio para o qual o regime não tem força ou vontade.

 

Publicado também aqui

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Publicidade

Comentários recentes

  • Anónimo

    Exmo. Senhor;Gostaria de saber se possível, o loca...

  • Ribeiro

    Parabéns pelo texto, coragem e frontalidade, apoia...

  • Anónimo

    Perfeito todo este artigo!!!

  • Anónimo

    O acto da "escolha" de um Rei, em sim mesmo, é men...

  • José Aníbal Marinho Gomes

    Resposta da Senhora Deputada Dr.ª Ilda Maria Arauj...

Links

_EM DESTAQUE

_RISCOS ASSUMIDOS

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D