Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

17
Jul14

 

Foto de uma campanha publicitária que promove (força) a corrida, que uso como analogia à necessidade de promover certos usos em detrimentos de outros. (Saber mais AQUI)

 

Um dos maiores desafios científicos actual e dos próximos tempos é quantificar os custos ambientais. Quantificá-los todos, não alguns.

Por exemplo, a poluição de uma viagem de avião não é apenas o CO2 emitido na deslocação, são os custos associados às infra-estruturas aeroportuárias e acessos na alteração do uso do solo, são os custos de fabrico e manutenção das aeronaves. É só para dar um exemplo porque os custos ambientais estão permanentemente a ser calculados em baixa. Há inúmeros inquantificáveis ou de quantificação muito difusa.

Quanto poupamos (todos) em custos ambientais, logo custos económicos, quando consumimos produtos agrícolas e hortofrutícolas de protecção integrada ou agricultura biológica? Deve ser promovida ou não? Se quantificamos os benefícios económicos deviamos financiá-los através de produtos que não apostem nesta vertente.

Daí a importância de se começar a falar de fiscalidade verde! A recente documento em discussão pública (ver AQUI) lançado pelo actual Governo tem sido muito criticado por ser mais um mecanismo colector de impostos. E se de facto se resumir a isso não interessa.

Já vi que há inúmeras medidas de baixa de impostos previstas, infelizmente nada relacionado com agricultura biológica, mas há outras.
Criticar a fiscalidade verde como conceito é diferente de criticar e propôr alterações no documento em discussão. Eu prefiro claramente esta última opção. Sob pena de nos perdermos no imobilismo.

E já agora: o ambiente pode gerar muitos empregos segundo vários estudos na Europa. Saiba mais AQUI (em Inglês).

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Publicidade

Comentários recentes

Links

_EM DESTAQUE

_RISCOS ASSUMIDOS

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D