Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

08
Abr14

A entrevista de Durão Barroso


Fernando Sá Monteiro

 

"A entrevista de Durão Barroso mostra uma clara tentativa dele de se posicionar como candidato presidencial para depois da queda de Passos Coelho, aparecendo já a defender um governo de bloco central."

 

 Este "badameco" não tem vergonha nenhuma na cara! Depois da recusa de um homem com carácter e sentido patriótico, chamado Jean Claude Junker, 1º ministro do Luxemburgo, eis que este apatetado ex-primeiro ministro de Portugal, "deu de frosques", com o rabo entre as pernas, para aquilo que alguns entenderam ser uma enorme "honra" para Portugal.

Independentemente da estranheza que me causa o sentido de "honra" que certas pessoas possuem, a verdade é que Durão Barroso nada mais fez do que se alcandorar a uma cadeira dourada, onde pudesse transformar-se naquilo que nunca conseguiu ser no seu País: um grande político e estadista.
Mas, como nem tudo que reluz é ouro, não se pode transformar o que não presta em coisa de valor.
Assim acontece com este cavalheiro (que pelo nome não perca).
Agora, quando está pronto a fazer as malas, e parece que ninguém o quer para mais coisa nenhuma, eis que se prepara para o regresso, esperando talvez que os portugueses sejam estúpidos ou esquecidos.
Acontece, porém, que se mais não houvesse para o afastar de qualquer veleidade de ocupar a mais alta cadeira da hierarquia desta República portuguesa, bastaria lembrar o seu comportamento, maxime aquando da desgraçada cimeira das Lages, que culminou na miserável mentira que foi a invasão do Iraque, com as consequências que são por demais conhecidas de todos.
Aconselharia José Manuel Durão Barroso a ter, pelo menos, vergonha na cara. Pois como se entenderá que estando silencioso durante 10 anos acerca do escândalo do BPN, que nos custa diariamente uma miserável fortuna, no qual se encontraram envolvidas, de formas diferentes e ainda mal contadas, as mais gratas personalidades do "cavaquismo", venha agora - ainda como Presidente da Comissão Europeia, recorde-se para os mais distraídos - criticar o então governador do Banco de Portugal, Victor Constâncio - ainda vice-presidente do Banco Central Europeu, relembre-se.
No mínimo a descortesia; além disso uma infâmia e falta de pudor, para quem se manteve calado durante 10 anos e nem sequer se ofereceu para "palrar" quando devia, ou seja, pela ocasião das duas comissões parlamentares de inquérito formadas para investigar o escândalo do BPN.
Silêncio total deste "tipinho"!
E agora, qual serviçal de Passos Coelho, eis que vem comentar assuntos internos de Portugal, ainda como Presidente da Comissão Europeia, e tentar dar uma ajudinha para enterrar ainda mais um PS completamente esfrangalhado e tudo menos "Seguro"...
Tenha vergonha, José Manuel Durão Barroso e cale-se por uma vez!

Fernando de Sá Monteiro

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Publicidade

Comentários recentes

Links

_EM DESTAQUE

_RISCOS ASSUMIDOS

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D