Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

14
Jan09

Nos inícios do século vinte, um senhor director do serviço de patentes nos E. U. A. fez um relatório que sugeria que estava já tudo inventado, e que por isso sugeria ao estado que fechasse o departamento. Felizmente, foi imediatamente despedido.

Vem isto ao caso porque imagino que por esta hora, tudo o que é grupos corais - e não só - deste país se preparam para os eventos pascais, retomando os Bach, Haendel e outros mais ou menos barrocos do costume; Não me oponho à exibição desses grandes mestres: Não convém nada deixá-los cair no esquecimento, mesmo suspeitando que quem os vai ouvir sejam habitués da coisa. Suspeito ainda que o repescar permanente das suas obras será também por estarem livres de direitos autorais, e porque o povo, mesmo o com gostos mais aprimorados não quer inovações nem "extravagancias" em locais de culto e afins.

Os católicos de hoje queixam-se de falta de novas ideias, temas e filosofias na sua crença. Os Grandes Pensadores já morreram de velhos. Pois com as artes parece ocorrer o mesmo. De facto, não se promovem, não se encomendam novas obras temáticas a novos artistas, ou quando isso é feito, é totalmente pontual.

Dantes, a ópera era uma arte popular. Mozart era um artista popular. Ele próprio adorava, por vezes, sair dos salões onde tocava para os aristocratas - e onde ele sentia que tocava "para mesas e cadeiras" - para ir a bares e restaurantes tocar para as massas mais populares. Hoje em dia está tudo confinado a locaizinhos refinados e esterilizados. E a arte vai fenecendo...

 

 

Ilustrações do autor

1 comentário

Comentar post

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Publicidade

Comentários recentes

Links

_EM DESTAQUE

_RISCOS ASSUMIDOS

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D