Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

15
Dez08

O Último Interrogatório do Marquês de Pombal, de Malhoa

Muito boa gente se interroga sobre a complacência da generalidade do nosso País para com a corrupção. Sobretudo a a activa, mas isso explica-se, claro, pela repulsa naturalmente maior perante quem se vende do que diante daquele que compra, com a excepção da actual legislação sueca sobre as prostitutas...

A minha resposta é que tal se deve a Pombal. Até aí, o grau de indignação perante o fenómeno era grande, tendo havido até ministros executados. Com o "iluminado" tudo mudou: baseou a matança dos Távoras num sistema de recompensas, não já por mortes ou capturas, como no Farwest, mas pelas denúncias que lhe permitissem desembaraçar-se deles. E sabe-se como o dinheiro consegue os testemunhos que se queira. No caso, foram promessas de nobilitação ou elevação, a par de distribuição de cargos, bens da Coroa e das Ordens, pelo edital de 9 de Dezembro de 1758.

A coerência corruptora não conheceu fronteiras. Também na perseguição aos Jesuítas uma carta do Ministro de D. José ao Embaixador de Portugal em Roma, Francisco de Almeida Mendonça, disponibiliza 100.000 cruzados em preciosidades para comprar, com prendas, Cardeais que ajudassem a convencer o Papa a extinguir a Companhia. E prometia mais, em diamantes.

Ora, quando é o Poder que assim age, como se quer que os vulgares súbditos de um País tenham força moral de resistência à ideia e à realidade da compra e venda de vontades e favores? Se as altas instâncias os exortam a pôr-se no mercado, não pode ser assim tão mau, pensam muitos, passar o envelope recheado ao funcionário que facilite...

8 comentários

Comentar post

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Publicidade

Comentários recentes

Links

_EM DESTAQUE

_RISCOS ASSUMIDOS

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D