Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

14
Dez08

       O Governo de Sócrates e o seu ministro, Luís Amado, decidiram constituir Portugal como primeiro país do Mundo a dar refúgio aos prisioneiros de Guantanamo, quando a prisão seja encerrada por Obama.

       «Golpe publicitário de génio» que faz falar de Portugal em todo o lado, era como o insuspeito professor João César das Neves classificava a decisão, Sábado, na Rádio Renascença. «Eu não tenho uma noção tão romântica do que é génio», contrapunha a serena inteligência de Manuel Lucena.

        Para quem possa ler inglês, para quem queira ter deste assunto uma noção mais séria do que a propaganda, e queira assustar-se com os sítios para onde o governo nos leva na sua ânsia de protagonismo, recomendo a leitura da lista de detidos compilada pelo New York Times aqui, com base em toda a documentação disponível (como esta do Departamento de Defesa americano, com material rico e esclarecedor, além de probatório de que a liberdade de informação é uma coisa séria nos EUA), e, depois, a leitura deste trabalho sério do Weekly Standard sobre a perigosidade dos actuais detidos com base em 4 sinais de alerta.

     Para quem não possa ler inglês, um breve resumo:

     Dos 800 prisioneiros iniciais, mais de 500 foram transferidos, restando hoje em Guantanamo 248, 14 dos quais «de alto  valor»;

- 116 deles têm ligações a redes jihadistas como recrutas ou como recrutadores;

- 146 operaram postos de acolhimento da Al Qaeda ou dos taliban, ou foram acolhidos neles, o que pressupõe requisitos exigentes;

- 112 participaram em hostilidades no Afeganistão ou outro cenário de guerra equivalente;

- 174 deram ou receberam treino no Afeganistão, no Paquistão ou na Bósnia.

Ou resumindo mais, ainda: 227 têm ao menos um sinal de alerta; 181 tinham dois ou mais sinais de alerta.

     É claro que é mais grato e vistoso apontar dedos morais, alinhar no folcore anti-americano e engalanar-se de amigo de Obama. Mas também é bom conhecer os assuntos e recordar (por exemplo, com essas fotografias) de que se trata.

 Atentado em Nova Iorque, atentado em Bali, na Indonésia (em cima), e atentado em Madrid (em baixo).

4 comentários

Comentar post

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Publicidade

Comentários recentes

Links

_EM DESTAQUE

_RISCOS ASSUMIDOS

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D