Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

30
Set09

Tanta demagogia devia pagar imposto...


Pedro Quartin Graça

O candidato socialista à Câmara de Lisboa, António Costa, acusou esta manhã Santana Lopes de dar prioridade à diversão, em detrimento do tratamento do cancro.

Reagindo às declarações de ontem do seu rival, que prometeu que, caso ganhe as eleições, instalará uma nova Feira Popular no Parque da Bela Vista, em Chelas – no terreno que o actual executivo reservou para o novo Instituto Português de Oncologia –, António Costa não esteve com rodeios: “Acho extraordinário que ele dê prioridade à diversão. Já a nossa prioridade é a defesa da saúde, permitindo a criação de instalações para tratar o cancro”, observou, naquela que foi a sua primeira acção de rua de campanha eleitoral.

Já Pedro Santana Lopes, à frente da coligação que reúne o PSD, o CDS-PP, o Partido da Terra (MPT) e o PPM, defende que a decisão de levar o Instituto Português de Oncologia para a Bela Vista é errada, já que a zona “muitas vezes é palco de várias sessões de animação, barulho e ruído”, como o festival Rock in Rio.

Para António Costa, a haver um parque de diversões moderno que substitua a Feira Popular ele deverá ficar na zona Norte do Parque das Nações, no Parque Tejo e Trancão, não em Lisboa mas no vizinho concelho de Loures. “Não vou investir dinheiro nele”, avisou. “Será um projecto de investimento. Hoje em dia já não há feirantes”. Também Santana defendeu que a câmara não deve “gastar um tostão” no projecto, que no seu entender deverá assentar numa concessão a privados.

O assunto foi abordado ontem no blogue de candidatura de António Costa (http://unirlisboa.blogs.sapo.pt). “Para quê cuidados de saúde quando podemos ter farturas e algodão doce?”, interroga um post intitulado “Oeiras que fique com o Instituto Português de Oncologia, nós queremos é circo, festa e diversão”. Referindo a “difícil negociação” de António Costa para impedir que o instituto fosse transferido para aquele concelho, usa um tom irónico para descrever a posição de Santana Lopes: “Nada de hospital, venham os carrosséis, o poço da morte a as montanhas russas”.

 

Não esperava, confesso, tamanha demagogia por parte de António Costa. Lamentável!

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Publicidade

Comentários recentes

  • Anónimo

    Exmo. Senhor;Gostaria de saber se possível, o loca...

  • Ribeiro

    Parabéns pelo texto, coragem e frontalidade, apoia...

  • Anónimo

    Perfeito todo este artigo!!!

  • Anónimo

    O acto da "escolha" de um Rei, em sim mesmo, é men...

  • José Aníbal Marinho Gomes

    Resposta da Senhora Deputada Dr.ª Ilda Maria Arauj...

Links

_EM DESTAQUE

_RISCOS ASSUMIDOS

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D