Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

21
Jul09

"Os constituintes de 1975 - ainda sob o peso do PREC e dos capitães de Abril pouco dados à lógica aristotélica - entenderam consagrar constitucionalmente essa proibição das organizações fascistas sem se darem ao trabalho de as definir em substância e conteúdo. Pensavam com certeza que sendo o "fascismo" o mal absoluto, os fascistas seriam facilmente reconhecíveis - pelas garras afiadas, dentes carnívoros, olhos tresloucados - e facilmente afastados pelos bons democratas. Como o demónio pela água benta!
Ora o que está em jogo em tudo isto - e nessa matéria a iniciativa de Jardim tem mais importância que o escândalo a que a querem reduzir - é a questão da equivalência moral dos passados e dos métodos.
Que têm os simpatizantes dos bolcheviques da guerra civil russa de moralmente superior aos militantes das S.A.? E serão as dezenas de milhões de mortos do comunismo soviético e maoista, menos dignas que as vítimas do hitlerismo? E os carrascos mais nobres e inocentes?
E não procuraram - e conseguiram, durante décadas - os comunistas tomar o poder pela violência na Europa e por todo o mundo?
É evidente que não vemos os comunistas portugueses hoje, a assaltarem o poder de faca nos dentes, ou a massacrarem burgueses no Campo Pequeno. Mas tão pouco existem sicários da ordem negra, a destabilizar a ordem democrática.
Por isso, ou se proíbe tudo - o que além de complicado é capaz de ser pouco prático - ou há moralidade, e riscam-se da Constituição absurdos e datados interditos ideológicos."

 

Jaime Nogueira Pinto, no "I"

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Publicidade

Comentários recentes

Links

_EM DESTAQUE

_RISCOS ASSUMIDOS

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D