Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

05
Jul09

Cheguei aos blogues há pouco mais de três anos pela mão do Duarte Calvão que me convidou a integrar o  Corta-fitas, um blogue de profissionais da escrita, maioritariamente jornalistas, que veio a tornar-se uma das referências da blogosfera nacional. Foi com eles que desenvolvi o gosto por esta vertiginosa escrita e por isso ficar-lhes-ei para sempre grato: prezo-lhes não só a coragem de me terem acolhido, mas o escorreito estilo com o qual tentei aprender. Assim, a blogosfera proporcionou-me o prazer de opinar, de dizer livremente o que me passava na alma, quantas vezes arriscando no arame os limites da exposição pessoal. Um risco por vezes mal calculado devido ao carácter imediatista deste meio e o bichinho exibicionista que afinal anima o meu irrequieto espírito. 

Como me acontece na leitura, na música e em tantas coisas na vida em que sou lento a envolver-me, na escrita tendo a mastigar hesitante a forma e o conteúdo antes de publicar, coisa que na Internet está à curta distância duma tecla. Jamais deixei de tremer ao carregá-la: mais do que a um suposto perfeccionismo, tal deve-se em parte à minha insegurança, sentimento que definitivamente constitui um traço do meu carácter. O facto é que quando nos aceitamos como somos, conquistamos o mais valioso património humano: a liberdade. 

De resto, a idade não me aligeirou as paixões, os medos ou as dores, só me ensinou a aceitá-las e resolvê-las com mais e mais rapidez: nas minhas actividades, como profissional ou chefe de família, sou hoje impiedosa e profusamente chamado a agir e decidir muito mais do que alguma vez julguei ser possível. E quem me conhece não adivinha os tumultos por que perpassa a minha alma. Para sobreviver, com a graça de Deus, fiz-me bom aluno da vida... e conquistei o amor duma mulher maravilhosa e uma família de que me orgulho e sou pertença a tempo inteiro. É desse meu mundo que vem a energia e a vontade de continuar a abordar reagir com todo o fôlego contra o curso da história, que qual imensa rocha se mantém naturalmente imutável e insensível ao meu protesto. Resta-me a esperança de que tanta exigência e inconformismo tenham-me ajudado a aperfeiçoar a mim próprio,  e que o leitor seja comigo bem mais benevolente e menos severo. 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Publicidade

Comentários recentes

  • Anónimo

    Exmo. Senhor;Gostaria de saber se possível, o loca...

  • Ribeiro

    Parabéns pelo texto, coragem e frontalidade, apoia...

  • Anónimo

    Perfeito todo este artigo!!!

  • Anónimo

    O acto da "escolha" de um Rei, em sim mesmo, é men...

  • José Aníbal Marinho Gomes

    Resposta da Senhora Deputada Dr.ª Ilda Maria Arauj...

Links

_EM DESTAQUE

_RISCOS ASSUMIDOS

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D