Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

28
Fev13

O Movimento Unidade na Luta declara o seu apoio às iniciativas populares agendadas para o próximo dia 2 de Março, sobre o lema QUE SE LIXE A TROIKA! O POVO É QUEM MAIS ORDENA!”
“Porque estamos do lado de quem sofre, porque também sofremos, apoiamos esta jornada de luta”, lê-se no comunicado deste movimento enviado aos media.
Apostando na luta pela “construção de melhor futuro, lutando contra um futuro condenado à tristeza, defendendo o sonho de uma vida melhor”, o Movimento Unidade na Luta apela a uma grande participação nas manifestações de 2 de Março em todo o país.
Sendo um movimento que quer “em unidade lutar pelas ideias, pelos sonhos, por um país melhor”, o Movimento Unidade na Luta promete ainda “não baixar os braços e lutar ao lado de todos pelo Portugal que merecemos”.

28
Fev13

A interpretação que certos partidos fazem da limitação de mandatos dos autarcas deixa-nos com a sensação nítida de que certos senhores só querem exercer o poder a todo o custo, e por longos tempos, negando oportunidades a novos candidatos. O que se deve democraticamente entender é que quando um autarca perfaz três mandatos não pode, depois, iniciar novo ciclo noutro concelho. Saindo do seu concelho para se candidatar noutro, é deturpar a lei e alterar as regras do jogo. Em nome da legalidade democrática que alguém ponha na ordem quem acha que a lei pode ser usada a seu bel prazer e pode fazer de parvos quem sabe que o que eles querem cometer é uma ilegalidade e um atentado aos valores democráticos.

28
Fev13

Aparentemente as SIC, RTP e TVI desejam mostrar-se mais papistas que o Papa na defesa do regime português, dado os vários processos que perderam após as últimas eleições por ignorarem por completo a igualdade de direitos perante a lei de todos os partidos e candidaturas já preparam o combate (ou, mais correctamente, afiam o lápis azul) para as Autárquicas deste ano: ou deixam as televisões entrevistar somente os partidos do regime, ou não há debates para ninguém. Como tenho vindo há anos a denunciar no O Diabo, vivemos numa ditadura cada vez mais descarada...

28
Fev13

Saberão os meus caros leitores a história do país latino que apoiava discretamente Hitler e cujo governo era secretamente maçónico? Não? Um país fascista onde após a revolução em que as mulheres saíram à rua para espetar cravos vermelhos nos canos das espingardas o Partido Comunista organizou as primeiras eleições democráticas? Caso não saiba ainda de que país se trata, pode ouvir a entrevista na Indymedia, eu ainda estou a tentar desvendar que país seja. Foi divulgada hoje num dos mailings oficiais dos caçadores de Bilderberg.

27
Fev13

Pese embora a prévia declaração de óbito à coligação liderada por Sílvio Berlusconi, a verdade é que esta se desempenhou muito melhor do que a comunicação social aparentemente gostaria. Creio que salta à vista também que a intervenção de uma terceira opção não-ideológica que atraiu muito do voto de protesto afectou a candidatura de Berlusconi. Seria curiosa uma análise séria deste género de candidaturas fúteis e não-ideológicas (por cá tivemos os efémeros Movimento Esperança Portugal e Movimento Mérito e Sociedade) desvendando quem as patrocina e quem ganha com a inutilização de votos captadas por estas, isto sem cair na banal teoria da conspiração.

24
Fev13

Foto retirada do Blog "Coimbra Portugal" AQUI

Sobre Ceira, avançam as obras do IC3, também objectivamente chamada de "3ª Auto-estrada Lisboa-Porto"

Como se percebe rapidamente pelas imagens, os custos são enormes. O impacte visual idem.

Cortou-se em quase tudo por via da austeridade. Salários, pensões, subsídios de desemprego e até nos subsídios de funeral.

As taxas moderadoras da saúde custam uma fortuna e pagamos todos uma elevadíssima carga fiscal, que ainda no mês passado os atacou nos recibos de ordenado. Ordenado, quem o tem. O desemprego está quase em 1 milhão de pessoas.

Mas olhando para este imponente viaduto, para aqueles muitos milhões, fica-se a pensar se (mais) esta estrada era mesmo necessária, mesmo ali ao lado de Coimbra que aguarda, pacientemente, que seja reposta a ligação ferroviária para a Lousã. (Ver notícia do passado dia 16 de Fevereiro de 2013).

Prioridades...

22
Fev13

 

Aguentem aí os cavalos!

De cada noticia que sai sobre a existência de carne de cavalo, estamo-nos claramente a afastar do cerne do problema. Diria dos problemas. São dois.

O que se evidência nesta trapalhada da carne de cavalo é, por um lado, a exposição da complicada teia dos fluxos de carne a uma escala internacional, dos seus intermediários. Por outro lado da relativa falta de controlo eficaz: o facto dos consumidores comprarem uma coisa e estar lá outra.

Quando se fala de mais um caso de apreensão de carne de cavalo, a imprensa trata "o cavalo" como sendo qualquer coisa como terem apanhado carne de cão ou de gato. O cavalo é uma carne habitualmente consumida e, diz quem está mais informado, um alimento com muitas vantagens e qualidades.

A industrialização da carne e os seus circuitos é que são o verdadeiro problema, o de que poucos falam. Os dois aspectos que antes referenciei enfermam do mesmo mal: vivemos uma sociedade do "fast food", da comida sem rosto, uniformizada, artificial.

Fazem-se cada vez mais manifestações pró-animais com os mais diversos motivos, mas eu foco-me agora nas que são contra as touradas pois consomem uma desiquilibrada quantidade de energia face "ao problema" em causa. Note-se que sobre esta situação, diria pungente, da carne sem rosto, das "fábricas" que as criam e as abatem e que nos inunda os supermercados e restaurantes, não me lembro de nenhuma manifestação relevante. Já o touro, referenciado, que vive nas Lezírias, livremente, correndo e pastando sem problemas até à hora da sua morte na arena, gerando com isso a viabilidade dos referidos agrossistemas de sequeiro, só porque o seu abate envolve sangue "à vista", monopoliza todas as energias. É caso para dizer que longe da vista, longe do coração.

Nota: A carne sustentável, as nossas raças autóctones, de pasto e criação ao ar livre, deviam conseguir retirar proveitos deste caso. Comer muito menos carne, mas quando o fizermos, comê-la com qualidade é um imperativo de saúde e uma escolha cada vez mais acertada.

FOTO AQUI

20
Fev13

 

Faz 3 anos da enorme tragédia da Madeira. Neste fatídico dia de 2010, a junção mais comum entre o pior da política e o pior da técnica, ou seja o nosso urbanismo, deu os resultados que sabemos.

Raimundo Quintal, geógrafo e conhecedor das dinâmicas naturais da Paisagem, e especificamente da Madeira, viu-se até a braços com um processo pelas suas declarações. Raimundo Quintal hoje mostra-nos, através de várias intervenções em curso na Madeira, que a lição do dia 20/02/2010 não chegou aos seus destinatários. Para eles, porventura o que aconteceu foi apenas uma enorme chuvada. Uma fatalidade climática... 

- - - - - - - - - - 

O Secretário de Estado dos Transportes Sérgio Monteiro terá que fazer figas para que Miguel Relvas e Vitor Gaspar continuem a monopolizar as atenções do País nos próximos dias. Não é que depois de se ter percebido que umas das razões do nosso insucesso económico se deveu a um conjunto vastíssimo de infraestruturas rodoviárias, com custos sem retorno, que apenas significaram despesa pública e nos tornaram mais dependentes do petróleo, vem agora falar-se num plano de mais estradas para relançar a economia? 

Numa altura que as empresas de transportes se debatem com descarrilamentos e acidentes por desgaste do material, quando nalguns casos mais de 70% dos seus custos operacionais a serem alocados ao pagamento de juros da dívida e empréstimos, é caso para dizer que aqui também não quiseram aprender a lição.
Coincidências. Enxurradas, derrocadas, falência do sistema do desenvolvimento assente nas estradas, crise económica.

O resultado, em ambos os casos, acaba por ser mais do mesmo. 

(Fotos: Aqui Aqui)

Pág. 1/5

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Publicidade

Comentários recentes

Links

_EM DESTAQUE

_RISCOS ASSUMIDOS

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D