Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

08
Mar09

A coisa resume-se tão fácil como cruamente: uma menina de nove anos, no Brasil, foi violada pelo padrasto, e engravidou de gémeos! Por todas as razões mais que óbvias que passaram pela cabeça da aflita mãe, esta convenceu uma equipa médica a fazer um aborto à menina.

Um "iluminado" arcebispo brasileiro, sabendo da história, não esteve com meias medidas: excomungou a mãe, os médicos, nem sei como escapou a garota da sádica condenação!

 

Compreendo que a Igreja, em tempos tão impios, queira exibir a força que tem e, à falta de fogueiras e autos de fé mas, mesmo assim invejosa da popularidade que os moçulmanos vêm adquirindo, jogue com a cartada mais radical e fundamentalista que possui. Resta saber até que ponto a excomunhão pesará na consciencia da mãe e dos médicos: pode muito bem ser que sejam ateus, que professem outra fé, eu sei lá!

O que me causa maior espanto é o dito arcebispo ter poupado na sua fúria o violador, a criatura verdadeiramente criminosa nesta narrativa toda: bem sei que a Igreja tem gente a quem volta e meia lhes dá para atormentar sexualmente criancinhas, e talvez por isso tentem ser indulgentes com o depravado! mas, digo eu, os padres tarados não são assim tantos que façam sombra à sua fé. Agora, o que irá na cabeça desse obnóxio arcebispo é que não sei, mas para mim não passa de um bandido.

Em tempos idos, quando da última campanha sobre a legalização - ou não do aborto, coloquei num blogue da altura uma minha personagem que dizia - citando-me - "Sou contra o aborto, seja ele quem for!"

Neste caso, acho que o bandido do arcebispo é um utentico aborto! Não o posso excomungar, mas merece todo o mu desrespeito e antipatia.

 

ESTE TEXTO POR RAZÕES ÓBVIAS NÃO MERECE IMAGEM!

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    fcl

    09.03.09

    Não sabia q era suposto este blog ser avesso aos adjectivos.. Ou isso, ou o Nuno Pombo n lê bem os posts. Agora qto à "desinformação" talvez me tenha passado ao lado e, por esse motivo, agradecia ao NP o favor de especificar exactamente onde ela se encontra no texto doJosé Abrantes.
  • Imagem de perfil

    José Abrantes

    09.03.09

    O que é que o nuno Pombo esperava ver num poste meu, já agora?
  • Imagem de perfil

    Nuno Pombo

    09.03.09

    Meu caro José Abrantes,
    A situação a que aludiu é perfeitamente horrorosa. Mas aquilo que os lóbis de ocasião mais preferem comentar é a posição do arcebispo. A situação em si mesma não dá um rodapé de telejornal, sequer. A excomunhão é uma sanção de direito canónico, aplicável a quem praticar o delito de aborto (can. 1398). Portanto, a querer-se pôr alguma coisa em causa, será o próprio código de direito canónico e não as declarações do obnóxio. O violador foi poupado à sanção aplicável ao aborto por não ter cometido o delito de aborto. É um mero pormenor, claro. Implícita no post está a ideia de que o bispo em causa, devia ter abarcado na "sua fúria" o violador, punindo-o exemplarmente com uma excomunhãozita. Não é assim que funciona a Igreja. Não é assim que funciona o Direito. Por isso, não é assim que funciona o Direito Canónico. E é evidente que estas sanções são espirituais, como bem reconhece o José Abrantes, não substituindo outras que o poder temporal haja por bem aplicar. Mas dessas sanções, por não servirem tanto os propósitos de quem se quer espalhar estas notícias, não se fala.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Pesquisar

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Publicidade

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Exmo. Senhor;Gostaria de saber se possível, o loca...

    • Ribeiro

      Parabéns pelo texto, coragem e frontalidade, apoia...

    • Anónimo

      Perfeito todo este artigo!!!

    • Anónimo

      O acto da "escolha" de um Rei, em sim mesmo, é men...

    • José Aníbal Marinho Gomes

      Resposta da Senhora Deputada Dr.ª Ilda Maria Arauj...

    Links

    _EM DESTAQUE

    _RISCOS ASSUMIDOS

    Arquivo

      1. 2020
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2019
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2015
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2014
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2013
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2012
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2011
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2010
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2009
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2008
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D