Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

22
Jan09

Nos bicos dos pés e crispado, Adérito Larica procura vagar. Orelhas, queixada, tudo ruboresce de esforço e nada. A mancheia de metros, camuflado nos arbustos, Inácio Freixo trinca os mindinhos e bufa como charolês de praça. Larica está nisto, de preparar o bolo, um bom bocado. Quando pára, o cu está-lhe numa lástima, ferido de raspar nas urzes e ingloriamente derrotado. Assenta os calcanhares, relaxa o corpo e gatinha até à sebe onde Freixo se anichara. - «Não tinhas melhor hora para cagar?». E no mesmo tom irado despacha o assunto. - «Tivesses feito em casa». Larica consente com a testa, embora, no íntimo, lhe apeteça contestar. A noite calara todos os sons, ouvindo-se, a espaços, um latir fremente de um cão insone e o vento, convulso, quebrando ramadas. Freixo, refeito da demora, estuda agora o espaço, desatento da poesia nocturna. Detém-se, à vez, no muro alto de pedra lisa, encimado de arame farpado, e numa reluzente placa que alerta: «Cuidado com o Gato». Larica segue-lhe o olhar, e antes deste se mostrar intrigado, lança a pertinente questão. - «Será Persa ou daqueles beijes que não sabem miar?». Freixo não tuge, continuando na mira de mais adversidades. Afora os muros, as farpas e o gato, a casa apresenta todas as vantagens para um ladrão experimentado. Telhado de chalé repleto de janelas, relvado mimoso, piscina em rim a jeito de mergulho e o proprietário emigrado na Suíça. Sobra o caseiro, mas, àquela hora, o único empecilho será livrá-lo de uma valente borracheira. Terminada a vistoria, Freixo mete a mão ao coldre e saca da Magnum 35. Dá-lhe bafo caloroso, abrilhanta-a com a manga e segreda-lhe ao gatilho: «Valquíria, não me deixes ficar mal». Na ilharga, soltando discretos ares ao vento, Larica navalha a sebe, palitando os dentes num e noutro raminho. À voz fuzilante de Freixo, dá um pinote, larga de supetão o galhito e põe-se todo direito, indo avante como soldadinho ordeiro em marcha estugada. O carreiro entre a sebe e o muro é estreito e lamacento e as copas medonhas e o negro manto de nuvens sufocante, como na véspera de borrasca. Larica, já sem passo marcial, esquiva-se do cenário a golpes desastrados. Na frente, a arrepiar caminho, Freixo espadana contra o tempo, um «porracaralhofôdasse, que vai trovejar». O cão late agora feito metralha, pressentindo relâmpagos e ribombares. Às pressas, na urgência de alcançar o muro, Freixo tropeça num alcatruz perdido, espetando-se de meio corpo no lodaçal. Larica iça-o a custo como quem arriba a carcaça de um paquiderme. O outro, logo que de pé, resmunga e apressa-se ao muro que tem cinco metros para cima depois de encostado. Da cintura, desata uma corda, faz-lhe um nó de vaqueiro e laça-a de primeira na árvore mais chegada. Larica põe-se de quatro e aguenta o carrego, enquanto Freixo se esfalfa, pesadão, tronco acima. Já no alto, manda-o vir, antes de penetrar o coração da trovoada. Que não há bichano, que dali se galga o arame farpado. Larica, mais destro, trepa a passadas de babuíno. Saltam os dois à uma e aterram no fofo. Na casa grande adivinham pratas e jóias no tabique, de bandeja. Confiantes da golpada fácil, avançam de saca às costas, profanos e de sorriso danado nos lábios. Pé ante pé, como dois raposões consolados dão de caras com um tigre da Malásia.

2 comentários

Comentar post

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Publicidade

Comentários recentes

  • Anónimo

    Exmo. Senhor;Gostaria de saber se possível, o loca...

  • Ribeiro

    Parabéns pelo texto, coragem e frontalidade, apoia...

  • Anónimo

    Perfeito todo este artigo!!!

  • Anónimo

    O acto da "escolha" de um Rei, em sim mesmo, é men...

  • José Aníbal Marinho Gomes

    Resposta da Senhora Deputada Dr.ª Ilda Maria Arauj...

Links

_EM DESTAQUE

_RISCOS ASSUMIDOS

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D