Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

Risco Contínuo

Estrada dos bravos, blog dos livres

21
Jan09

Eu penso que uma esperança, mesmo irracional, mesmo messiânica, quando bem manejada pode ser uma ferramenta política inestimável. E que as desilusões devem ser precedidas de outros estados de espírito, antes de ser o seu tempo. Mas para aqueles que sofrem com o optimismo à volta da presidência de Obama, aqui fica um analgésico rápido: o artigo «Sete razões para um cepticismo saudável», de autoria de Jim Vandehei e John E. Harris, no site www.politico.com (que, aliás, aproveite para juntar aos favoritos, porque vale sempre a pena).

As 7 razões, brevemente, para quem não quer ou pode ler inglês:

1. A falácia do génio - até os Republicanos aplaudem a genialidade da equipa económica de Obama. Mas a equipa de defesa de Bush (Cheney, Rumsfeld, Powell) também era genial, e veja-se no que as suas políticas deram.

2. O instinto de manada - Obama tem um especial talento para fazer passar decisões com apoio bipartidário. Mas também a decisão de invadir o Iraque foi tomada com largo apoio dos Democratas.

3. Estamos falidos - Já lá vai metade do pacote de emergência de 750 mil milhões de dólares, com resultados nulos. Se o programa de 825 mil milhões de Obama for pelo mesmo caminho, o país fica realmente falido, com o sistema financeiro em ruínas, um défice com que nunca lidou, e a impossibilidade de acudir até a coisas como a assistência social e os programas de saúde.

4. Palavras, palavras, palavras - Clinton costumava descartar os discursos mais vistosos que lhe propunham com o comentário: «Words, words, words». Obama é um orador notável e crê que tudo tem solução se reunirmos várias pessoas esclarecidas e discutirmos os assuntos. E embora seja bom com as palavras, ninguém sabe se é bom a decidir sozinho e depressa quando a ocasião exige. (E nós, Portugueses, temos uma experiência traumática com um desses cultores do diálogo, Guterres, cujo papel destacado na desmoralização e empobrecimento do país nunca serão demasiado lembrados.)

5. Raramente se opõe aos seus - segundo a prática de Obama, o que é bom para o seu partido e respectivas clientelas, é bom, ponto.

6. Andam todos às apalpadelas - ninguém sabe o que fazer. Quem protestava contra os défices gigantes, quer agora gastar dinheiro à doida.

7. Os polícias estão a dormir - o Congresso Democrata não vai escrutinar Obama, e a comunicação social ou está alinhada ou falida.

Caríssimo pessimista: já se sente mais a seu gosto?

3 comentários

Comentar post

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Publicidade

Comentários recentes

Links

_EM DESTAQUE

_RISCOS ASSUMIDOS

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D